O Engenheiro de Software trabalha com programas, apps e jogos para computadores e equipamentos eletrônicos

O Engenheiro de Software é o profissional que atua no projeto e no desenvolvimento de programas, plataformas digitais, aplicativos e sistemas desenvolvidos para serem utilizados por empresas ou por pessoas físicas. Os softwares podem ser utilizados em diversas áreas, como indústria, comércio, agropecuária e setor público.  
Os programas desenvolvidos e analisados pelo Engenheiro de Software são elaborados a partir de programação definida para que um computador ou componente eletrônico realize o processamento de dados. Todo o processo possibilita, por exemplo, a execução de tarefas em computadores ou, até mesmo, a automatização de processos de produção.  

O mercado de trabalho da Engenharia de Software
O mercado de trabalho da Engenharia de Software - Créditos da imagem: Pixabay

O Mercado de trabalho para o profissional de Engenharia de Software 

Diante da expansão da tecnologia no Brasil e no mundo, a demanda por profissionais como o Engenheiro de Software tem sido cada vez maior. Depois do período de home office exigido pela pandemia do covid-19, as vagas tornaram-se internacionais, sem limites territoriais com a possibilidade de trabalhar à distância e receber em moeda estrangeira, como Euro ou Dólar.

Por que a Engenharia de Software é importante?

O Engenheiro de Software tem as competências necessárias para gerenciar projetos e controlar a qualidade no desenvolvimento de produtos. O curso de graduação ensina teorias, técnicas e ferramentas utilizadas na Ciência da Computação para a elaboração de sistemas. O profissional reúne e processa dados, identifica e analisa possíveis falhas nesses programas e pode criar soluções de alta performance.

E é a partir do trabalho da Engenharia de Software que, desde grandes empresas até consumidores comuns têm acesso às plataformas que trazem soluções para os mais diversos problemas em várias áreas da sociedade.

Quanto ganha um Engenheiro de Software?

No início da carreira, o Engenheiro de Software pode ganhar salário que varia de R$ 4,3 mil a R$ 8,5 mil. A média salarial para o Engenheiro de Software no Brasil é de R$ 6,3 mil.

Segundo relatório divulgado pela Hired, especialista em contratação de tecnologia, os pedidos de entrevista para engenheiros de software dobraram em 2021, e as funções remotas representaram uma proporção crescente de funções.

A empresa identificou 224 mil solicitações de entrevistas para profissionais de Engenharia de Software em 2021. Um aumento muito considerável se comparado ao ano anterior, quando 106 mil pessoas foram procuradas para vagas de emprego.

As empresas de todo o mundo estão procurando esses profissionais de tecnologia. Números divulgados pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), apontam que, até 2024, 421 mil novos postos de trabalho serão criados no setor, no país. Porém, existe déficit na quantidade de profissionais disponíveis no mercado. Os cursos superiores na área formam menos de 50 mil profissionais por ano.

Quais as áreas de atuação? 

Corporativa, dentro de empresas de todos os portes e setores, como startups dos mais diversos segmentos até multinacionais. Em estatais, a partir de concursos públicos; na área financeira - uma das que mais contrata atualmente; até o agronegócio. Outra área com números recordes de contratação e salários é a de desenvolvimento de games. O engenheiro também pode seguir carreira acadêmica ou atuar em consultoria, gerência ou administração na área tecnológica. 

Claro que este profissional também pode empreender em negócio próprio e abrir sua empresa ainda enquanto faz faculdade de engenharia de software.

O que faz o Engenheiro de Software? 

Áreas de atuação do Engenheiro de Software
Áreas de atuação do Engenheiro de Software - Créditos da imagem: Pixabay.
Existem diversas funções que podem ser exercidas pelo Engenheiro de Software:

  1. Desenvolvimento de softwares e Apps; 
  2. Gestão de projetos; 
  3. Arquitetura de produtos; 
  4. Operação de testes; 
  5. Criação de jogos eletrônicos
 
01

Desenvolvimento de Software e Apps

O profissional formado em Engenharia de Software pode atuar no desenvolvimento de programas de computador e aplicativos para celular. O engenheiro tem a possibilidade de desenvolver soluções inovadoras que podem ser utilizadas por computadores e dispositivos móveis. O número de pessoas com dispositivos eletrônicos aumentou de forma considerável em todo o mundo. Com a grande quantidade de computadores, celulares, televisões conectadas à internet e outros equipamentos disponíveis para empresas e o público em geral, a demanda por pessoas que atuam no desenvolvimento de softwares é grande.
 
02

Gestão de projetos

O engenheiro de software acompanha os projetos de elaboração e desenvolvimento dos programas nas empresas de tecnologia. É esse o profissional responsável por identificar erros e corrigir problemas que atrapalham a criação das diversas soluções digitais. Nas empresas onde as soluções digitais são aplicadas, o Engenheiro de Software também pode gerenciar os programas e projetos em execução, identificando possíveis falhas e monitorando todo o processamento de dados. A função é indispensável para que a empresa não deixe de funcionar por problemas de operação nos programas de computador.
 
03

Arquitetura de produtos

O profissional da Engenharia de Software pode cuidar da arquitetura de produtos desenvolvidos pelas empresas. A arquitetura de produtos é a divisão de componentes que podem ser identificados nos sistemas elaborados para o funcionamento de um produto que será comercializado para outras empresas ou para um consumidor final do varejo. O engenheiro é capacitado para elaborar e gerenciar todos esses componentes, para que o produto funcione de forma correta. Os módulos de um produto precisam estar em harmonia para que o funcionamento do produto elaborado por uma empresa aconteça de forma assertiva. O profissional graduado na área é quem ajuda a evitar que problemas aconteçam durante o funcionamento dos sistemas, economizando custos com possíveis correções e aumentando o faturamento diante de um produto melhor elaborado.
 
04

Operação de testes

Para que a arquitetura de um produto esteja otimizada, é preciso operar testes nos sistemas das empresas. Por conta disso, o profissional formado em Engenharia de Software é habilitado para a realização desses testes. Apenas por meio da testagem, o engenheiro pode corrigir falhas antes que o produto esteja no estágio final para comercialização. Em grandes empresas onde os programas já estão em execução, é o Engenheiro de Software quem corrige prováveis falhas no funcionamento dos dispositivos eletrônicos que gerenciam informações. Caso não haja um profissional habilitado para a função, as empresas perdem tempo e, por consequência, dinheiro, por terceirizar a correção de problemas não evitados por testes.
 
05

Criação de jogos eletrônicos

O Engenheiro de Software também pode atuar na criação de jogos digitais. O profissional é capacitado para realizar a estruturação de programas de dispositivos eletrônicos. Durante a graduação, o engenheiro tem acesso a disciplinas como artes visuais, áudio e roteirização. A grande quantidade de conhecimento aumenta a chance de uma colocação no mercado dos jogos eletrônicos. A Engenharia de Software ensina ferramentas e processos que melhoram a qualidade do software desenvolvido. Por conta disso, o engenheiro sabe modelar e gerenciar os procedimentos necessários para a criação de um produto de qualidade, como um jogo de computador ou celular

Qual a diferença entre Engenharia de Software e Engenharia da Computação?

Mesmo que haja uma semelhança entre os profissionais das duas áreas, os cursos são diferentes. O Engenheiro de Software tem habilitação maior para a programação. O profissional tem acesso a técnicas que ajudam no trabalho de desenvolvimento de um sistema para dispositivos eletrônicos.

O Engenheiro de Software aprende a desenvolver o programa de uma ponta a outra, cuidando de elementos complexos, como arquitetura de software, inteligência artificial, engenharia disciplinada, softwares escaláveis e gerência de mudanças.

Por outro lado, o Engenheiro de Computação atua mais com os hardwares, que são os componentes eletrônicos em si. Esse engenheiro estuda, de forma mais intensa, a matemática, física, circuitos elétricos e eletrônicos e a construção e gerenciamento de microprocessadores e robôs.

O que o Engenheiro de Software estuda?

Existem diversas disciplinas e atividades práticas que ajudam o profissional de Engenharia de Software a estar preparado para o mercado de trabalho, como:

  • Fundamentos e Arquitetura de Computadores
  • Algoritmos e Lógica de Programação
  • Fundamentos de Engenharia de Software
  • Cálculo
  • Engenharia de Requisitos
  • Análise Orientada a Objetos
Laboratório de estudo de Engenharia de Software do Inatel

Engenharia de Software no Inatel

O profissional formado em Engenharia de Software pelo Inatel tem a capacidade de atuar no desenvolvimento e gerenciamento de programas de computador, como aplicativos para plataformas e sistemas operacionais, soluções para internet e inteligência artificial, sistemas distribuídos e sistemas embarcados. Com o diferencial de uma engenharia empreendedora, tradicional no Inatel. Um curso dinâmico que ensina a aprender e empreender, em negócios próprios ou na própria carreira.

No Inatel, o aluno se prepara para os desafios de se comunicar bem, de desenvolver mas também apresentar seus projetos com habilidade. As oportunidades extracurriculares geram renda para o estudante e ainda, vagas disponíveis nas 150 empresas de tecnologia instaladas em Santa Rita do Sapucaí, cidade onde está localizado o Inatel. O curso é oferecido nos períodos integral e noturno e tem duração de cinco anos. Por ano, são disponibilizadas 120 vagas.

Vantagens de estudar Engenharia de Software no Inatel

O estudante de Engenharia de Software no Inatel vivencia um curso prático desde o primeiro período, sem a necessidade de ter feito um curso técnico, pois todos passam por um período de nivelamento dos conhecimentos básicos. Desenvolvimento de projetos voltados para o mercado de trabalho desde o início do curso, com infraestrutura para prototipagem e experimento de novas ideias, são inúmeros casos de empresas bem-sucedidas iniciadas com projetos da faculdade. E o Inatel também conta com: 

  • Infraestrutura de 75 mil m² de área
  • Mais de 40 ambientes de laboratórios tecnológicos
  • Biblioteca com mais de 1 milhão de títulos eletrônicos, além de extenso acervo físico
  • Incubadora de Empresas com espaço para mais de 20 projetos
  • Centro de competências para pesquisa científica e pesquisa aplicada,
  • Desenvolvimento experimental e inovação tecnológica
  • Amplo espaço poliesportivo
  • Teatro Inatel, um dos mais modernos do sul de Minas Gerais

Onde está o Inatel?

O Inatel, inaugurado em 1965, está em Santa Rita do Sapucaí, município apaixonado por tecnologia, um polo de inovação brasileiro, com uma rica história na educação tecnológica. A cidade abriga a primeira Escola Técnica de Eletrônica da América Latina (ETE). Em 1965, foi inaugurado o Instituto Nacional de Telecomunicações.

Nos anos 1980, a cidade recebeu o título de Vale da Eletrônica, incentivada pelas primeiras empresas formadas por alunos e ex-alunos da Escola Técnica de Eletrônica e do Inatel. Hoje, a cidade conta com mais de 150 pequenas e médias empresas nas áreas de eletrônica, automação industrial, telecomunicações, software, eletromedicina, entre outras no ramo da engenharia.

Oportunidades de emprego

Por meio de parcerias com grandes empresas de dentro e fora de Santa Rita do Sapucaí, o estudante de Engenharia de Software tem a possibilidade de começar a trabalhar desde o primeiro semestre da faculdade.

A instituição conta com parcerias com as maiores empresas de tecnologia no mercado de tecnologia. Você terá oportunidade de trabalhar em projetos importantes para marcas como Ericsson, Intelbras, Datacom, Nokia, Huawei, além de empresas que estão despontando no mercado e buscam soluções inteligentes.

Oportunidades de bolsas

O Inatel tem a missão de formar profissionais qualificados para o mercado de tecnologia nacional e, para isso, oferece oportunidades para todo estudante receber a melhor educação em engenharia. O programa Sua Bolsa Inatel, garante uma bolsa de estudos que se encaixe em cada perfil de candidato e de suas famílias.
  1. Bolsa Mérito
  2. Bolsa Socioeconômica
  3. Bolsa Beneficente
  4. Bolsa Reembolsável
  5. Bolsa Diplomado e Transferência
 

1. Bolsa Mérito
Nesta modalidade, o Inatel ajuda os candidatos classificados nas primeiras colocações do vestibular e em processos para transferência de diplomados com bolsas de estudo que variam de 50% a 100% no valor da mensalidade desde a matrícula até a conclusão do curso.
 

2. Bolsa Socioeconômica
Para quem tem dificuldades para assumir, de maneira integral, as mensalidades do curso para estudar no Inatel, o programa oferece bolsas que variam de 20% a 100% do valor da mensalidade, dependendo das informações e da documentação apresentadas pelo candidato.
 

3. Bolsa Beneficente
São bolsas para alunos com renda familiar mensal de 1,5 salário mínimo até três salários mínimos, com valores que podem ir de 50% a 100%. E esses valores de bolsa concedidos pelo Inatel não serão reembolsados pelos alunos após a formatura.
 

4. Bolsa Reembolsável
O Inatel também conta com um tipo de crédito estudantil para os alunos que precisam alongar o prazo de pagamento do seu curso. Com essa bolsa, é possível pagar as mensalidades no dobro do tempo da graduação.
 

5. Bolsa Diplomado e Transferência
O Inatel tem ainda uma bolsa especial para alunos vindos de outras faculdades ou que já tenham um diploma de graduação. São bolsas de estudo reembolsáveis de 50% do valor da mensalidade do curso. A bolsa é direcionada aos alunos que se matricularem no Inatel pelo processo de transferência ou que tenham diploma de outras faculdades.

 Vestibular do Inatel

O vestibular do Inatel acontece duas vezes ao ano e é a grande porta de entrada para a instituição. Os candidatos passam por provas de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, Inglês, Física, Matemática e Redação. Confira todo o conteúdo cobrado nas provas e entre em contato com a equipe do vestibular para agendar uma visita e conhecer toda estrutura que aguarda por você.
Assessoria de Imprensa do Inatel
Assessoria de Comunicação e Marketing do Inatel