Profissional é o responsável por desenvolver equipamentos de tecnologia para a saúde

O Engenheiro Biomédico é o profissional que desenvolve e gerencia soluções de tecnologia para o setor da saúde. Com a modernização dos equipamentos utilizados no diagnóstico e tratamento de doenças, as empresas do setor têm buscado soluções para diminuir o tempo do diagnóstico e melhorar as condições de tratamento para doenças.
O profissional da Engenharia Biomédica é fundamental no desenvolvimento de produtos que ajudam médicos na prevenção e tratamento de doenças. São especialistas presentes nos hospitais e clínicas para acompanhamento da tecnologia, que hoje torna a medicina mais ágil, precisa e menos invasiva.

Como é o mercado de trabalho para o Engenheiro Biomédico?

O mercado para o profissional formado em Engenharia Biomédica ainda sofre com falta de profissionais, ou seja, tem grande procura por recém-formados. No Brasil e no exterior, diversas empresas têm ótimas condições de trabalho para os novos engenheiros. Em muitos casos, para atender à grande procura por produtos de tecnologia para a saúde, os profissionais da área têm criado suas próprias empresas.

O Engenheiro Biomédico se tornou indispensável em hospitais, onde podem dar suporte aos profissionais da linha de frente, para controlar, implantar, adquirir e dar manutenção em todos os equipamentos utilizados na saúde. 

Quanto ganha um Engenheiro Biomédico?

O Engenheiro Biomédico pode ganhar de R$ 9,6 mil a R$ 22,7 mil, dependendo do cargo que exercer na empresa. Em cargos de supervisão, a média de salário é de R$ 10,1 mil e, para gerência, a média é de R$ 16,1 mil. Os altos salários refletem a falta de profissionais na área e o constante crescimento do setor no Brasil e no exterior.

No Brasil, cada hospital ainda é obrigado por lei a contratar um engenheiro biomédico para gerenciamento das tecnologias presentes nesse ambiente, o que garante empregabilidade para os profissionais da área em todo território nacional.

Quais as áreas de atuação?

O Engenheiro Biomédico pode atuar em diversas áreas do setor de saúde, como indústrias, prestação de serviços, hospitais e clínicas, órgãos de certificação e carreira acadêmica.

  1. Indústria
  2. Prestação de serviços
  3. Hospitais e clínicas
  4. Órgãos de certificação
  5. Carreira Acadêmica
 
 
01

Indústria

O profissional pode atuar na criação de produtos desenvolvidos para a realização de exames e tratamentos de pacientes com problemas de saúde. Os equipamentos criados pela indústria médica aceleram diagnósticos e tratamentos, tornam o trabalho do sistema de saúde mais dinâmico, ágil e econômico.
 
 
02

Prestação de serviços

Além do desenvolvimento de equipamentos, o Engenheiro Biomédico pode atuar na manutenção e prestação de serviços para centros médicos. Por se tratar de saúde, os equipamentos de centros de saúde não podem apresentar falhas. Caso aconteçam problemas, o hospital ou clínica precisa de um profissional apto a solucionar qualquer dano nos equipamentos que possam atrapalhar o funcionamento das unidades de saúde.
 
 
03

Hospitais e clínicas

O Engenheiro Biomédico também pode atuar dentro das instituições de saúde, realizando a gestão da tecnologia utilizada nos equipamentos do local. O engenheiro é essencial para realizar a calibração e aferição do maquinário responsável por diagnósticos e tratamentos, mesmo sem atuar diante dos pacientes.
 
 
04

Órgãos de certificação

Instituições como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia exigem profissionais que tenham habilidade com equipamentos que serão utilizados não apenas por consumidores comuns, mas em locais estratégicos, como hospitais. Por isso, o Engenheiro Biomédico pode ajudar no controle e fiscalização do que é produzido para a saúde.
 
 
05

Carreira acadêmica

O Engenheiro Biomédico também pode desenvolver pesquisas fora do ambiente industrial, a partir da pesquisa científica. O profissional formado na área pode atuar em instituições de ensino desenvolvendo projetos e ensinando novos alunos que queiram seguir a carreira dentro ou fora da academia.

O que se estuda em Engenharia Biomédica?

O estudante do curso de graduação em Engenharia Biomédica aprende diversos conceitos básicos da Engenharia, mas se aprofunda bastante na utilização da tecnologia no desenvolvimento e manutenção de equipamentos para a saúde. As disciplinas contemplam desde algoritmos e estrutura de dados a desenho e circuitos elétricos.
Para compreender melhor sobre a saúde, o estudante aprende desde anatomia humana, biofísica, segurança biológica a tecnologias para equipamentos médicos. A grade curricular é bastante ampla, abrangendo não apenas questões relacionadas à tecnologia, mas à importância da engenharia em clínicas e hospitais.

Qual a diferença entre Engenharia Biomédica e Biomedicina?

Laboratório de Imagens do curso de Engenharia Biomédica do Inatel
O curso de Engenharia Biomédica está mais relacionado à engenharia em geral, o que abrange o aprendizado da área para os equipamentos e softwares utilizados na saúde. No caso da Biomedicina, a abordagem está relacionada às análises clínicas e compostos químicos, físicos e biológicos para diagnóstico e tratamento, sem focar no manuseio e manutenção de equipamentos.
Por conta da diferença, o Engenheiro
Biomédico atua de maneira mais distante no tratamento de pacientes, pois atua com os produtos que vão ajudar no diagnóstico e tratamento de pacientes acometidos por algum tipo de doença. Já o profissional da Biomedicina tem a capacidade de analisar e desenvolver soluções a partir de amostras biológicas, sem ter que monitorar equipamentos de saúde.

Como é o curso de Engenharia Biomédica do Inatel?

No Inatel, o aluno de Engenharia Biomédica é preparado de maneira teórica e prática para atuar no mercado de trabalho. A grade curricular aborda aspectos de anatomia, fisiologia, biofísica, biomecânica, equipamentos médicos, engenharia clínica, segurança biológica, inteligência artificial e engenharia de reabilitação, computação, automação e software.

O curso pode ser realizado no período integral ou noturno e pode ser realizado em cinco anos. Por ano, são abertas 120 vagas para estudar no Inatel e o profissional graduado ganha título de bacharel na área.

Alunos do curso de Engenharia Biomédica no laboratório.
Estudantes do Inatel na aula do curso de Engenharia Biomédica.

Laboratório para ensino

No Inatel, o estudante de Engenharia Biomédica pode atuar no eHealth Innovation Center, um centro de pesquisas destinado à área da saúde dentro da instituição. O laboratório atua no desenvolvimento de projetos, unindo conceitos inovadores da tecnologia ao potencial das ciências biomédicas para auxiliar na saúde e bem-estar das pessoas.
No centro, são desenvolvidas pesquisas de tecnologias médicas, biossensores, softwares para a Medicina, tecnologias para reabilitação, biomateriais, impressão 3D e Engenharia Clínica. O eHealth tem como objetivo fortalecer a integração entre a academia, a indústria e a sociedade, além de desenvolver e aprimorar projetos para a saúde.

Por que é bom estudar no Inatel?

O Inatel concilia a formação científica e técnica, para que o aluno chegue ao mercado com experiência. Já no quinto ano ou décimo período, os estudantes são liberados para atividades de estágio, muitos realizam fora de Santa Rita do Sapucaí. Durante a graduação, o aluno pode realizar atividades extracurriculares para ter uma renda extra em uma das 150 empresas de tecnologia instaladas em Santa Rita do Sapucaí, cidade onde está localizado o Inatel.
A Engenharia Biomédica do Inatel é uma das mais tradicionais do país, com laboratórios totalmente equipados com aparelhos de ponta, como ressonância magnética, ultrassom em um Hospital Lab e Lab de Imagens Médicas. E ainda, o Instituto é parceiro de grandes fabricantes de equipamentos de saúde, como a Siemens e a Varian.
O Inatel também conta com: 
  • Infraestrutura de 75 mil m² de área
  • Mais de 40 ambientes de laboratórios tecnológicos
  • Biblioteca com mais de 1 milhão de títulos eletrônicos, além de extenso acervo físico
  • Incubadora de Empresas com espaço para mais de 20 projetos
  • Centro de competências para pesquisa científica e pesquisa aplicada
  • Desenvolvimento experimental e inovação tecnológica
  • Amplo espaço poliesportivo
  • Teatro Inatel, um dos mais modernos do Sul de Minas Gerais
  • Projeto sócio-educacional para experiências de voluntariado

O Inatel tem bolsa de estudo?

O candidato a uma vaga no Inatel pode conseguir bolsas que chegam a até 100% do valor da mensalidade. Por meio do programa Sua Bolsa Inatel, cinco modalidades de descontos podem facilitar a entrada e formatura em uma faculdade de ponta. Desde de prolongamento do prazo para pagar, além das muitas formas de ter renda, que o Inatel oferece para os alunos durante a graduação.

O que cai na prova de vestibular do Inatel?

Para estudar no curso de Engenharia Biomédica do Inatel, é preciso fazer o vestibular. A prova reúne diversos conceitos de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, Inglês, Física, Matemática e Redação. Confira todo o conteúdo cobrado nas provas e entre em contato com a equipe do vestibular para agendar uma visita e conhecer toda estrutura que aguarda por você.
Assessoria de Imprensa do Inatel
Assessoria de Comunicação e Marketing do Inatel