A Engenharia da Computação está presente no desenvolvimento de equipamentos e também de sistemas

O profissional da Computação desenvolve computadores e outros dispositivos eletrônicos que gerenciam programas de baixa e alta complexidade. Esse Engenheiro trabalha desde o projeto até a construção de máquinas que gerenciam sistemas operacionais, como programas de computador, aplicativos, jogos e sistemas de automação ou telecomunicações.

O Engenheiro de Computação é bastante procurado por empresas de todas as áreas e tamanhos. A indústria, o comércio, a agricultura e os serviços exigem computadores cada vez mais ágeis e, para isso, o profissional da área pode ajudar no desenvolvimento de novas máquinas das máquinas e dos programas que as fazem funcionar.

Quais as áreas de atuação para um Engenheiro da Computação?

O Engenheiro de Computação pode trabalhar em diversas áreas, como desenvolvimento de softwares, hardwares, aplicativos, jogos, sistemas operacionais, projetos e gestão de redes e até mesmo na carreira acadêmica. Essa carreira não sofreu queda nas contratações e nos salários nas últimas crises econômicas, ao contrário, os salários estão acima da média dos engenheiros e as carreiras mais promissoras do que nunca.

 
 
01

Desenvolvimento de software

Os softwares são os programas executados por meio de uma máquina. O Engenheiro de Computação cria soluções para dispositivos que funcionem com ou sem apoio da internet, que estejam ligados a outras máquinas ou que funcionem com inteligência artificial.
 
 
02

Desenvolvimento de hardware

Os hardwares são os equipamentos físicos onde os programas e sistemas funcionam. O Engenheiro de Computação aprende como projetar e entende de todo o funcionamento das máquinas, para desenvolver esses equipamentos utilizados por empresas ou pelo consumidor comum. O profissional aprende noções de eletrônica analógica e digital aplicadas a sistemas computacionais.
 
 
03

Desenvolvimento de aplicativos

Os aplicativos se popularizaram com os celulares e oferecem soluções para praticamente todos os setores, da alimentação, trânsito, notícias até compras, medicina, imóveis. O profissional da Engenharia de Computação é um dos mais procurados para o desenvolvimento de programas para dispositivos móveis.
 
 
04

Desenvolvimento de sistemas

O Engenheiro de Computação também pode atuar na automação de processos industriais ou comerciais, nas áreas de telecomunicações, saúde, eletroeletrônicos e diversos setores. O graduado na área pode criar sistemas complexos que serão utilizados por empresas em todo o país ou no exterior.
 
 
05

Projeto e gestão de redes

A grande quantidade de equipamentos para empresas exige que boa parte deles sejam interligados em rede, seja por cabos ou por sinal. O profissional pode realizar o projeto, a implantação, manutenção e monitoramento de redes de computadores e de outros componentes utilizados por grandes empresas ou pessoas comuns.
 
 
06

Carreira acadêmica

O profissional formado em Engenharia de Computação também pode atuar na pesquisa e desenvolvimento de soluções dentro da área universitária. O engenheiro pode ajudar na academia como professor e pesquisador, na descoberta de novidades em uma área em constante crescimento.

Quanto ganha um Engenheiro de Computação?

A área de tecnologia é um setor em constante crescimento em todo o mundo. E com equipamentos cada vez mais avançados, ágeis e menores, é preciso cada vez mais profissionais da computação para esse mercado. Por causa da grande demanda, os salários também costumam ser altos. Em média, o profissional graduado em Engenharia de Computação ganha R$ 8,4 mil no Brasil.

Qual a diferença entre Engenharia da Computação e Engenharia de Software?

Mesmo que haja uma semelhança entre os profissionais das duas áreas, os cursos são diferentes. O Engenheiro de Computação lida também com os hardwares. Esse engenheiro estuda, de forma mais intensa, a matemática, física, circuitos elétricos e eletrônicos e a construção e gerenciamento de microprocessadores e robôs.
O Engenheiro de Software tem habilitação maior para a programação. O profissional tem acesso a técnicas que ajudam no trabalho de desenvolvimento de um sistema para dispositivos eletrônicos. O profissional aprende a desenvolver o programa de uma ponta a outra, cuidando de elementos complexos, como arquitetura de software, inteligência artificial, engenharia disciplinada, softwares escaláveis e gerência de mudanças.

O que o Engenheiro de Computação estuda?

O profissional graduado em Engenharia de Computação aprende bastante sobre matemática, física, computação e gerenciamento de sistemas. Dentre as principais disciplinas, estão:
  • Introdução à Engenharia
  • Algoritmos e Estruturas de Dados
  • Circuitos Elétricos
  • Matemática, Álgebra e Geometria Analítica
  • Desenho
  • Eletrônica Analógica e Eletrônica Digital
  • Química e Ciências dos Materiais
  • Linguagens de Programação
  • Arquitetura de Computadores
  • Computação Gráfica e Multimídia
  • Inteligência Computacional
  • Engenharia de Software

Engenharia de Computação no Inatel

Laboratório CDG Hub do curso de Engenharia de Computação do Inatel

No Inatel, o aluno aprende a se comunicar bem e a desenvolver seus projetos com habilidade. Durante o curso, o estudante pode garantir renda extra em uma das 150 empresas de tecnologia instaladas em Santa Rita do Sapucaí, cidade onde está localizado o Inatel. O curso acontece nos períodos integral e noturno e tem duração de cinco anos. Por ano, são oferecidas 120 vagas.

A instituição conta com parcerias com as maiores empresas de tecnologia do mercado.

O aluno tem a oportunidade de trabalhar em projetos importantes para marcas como Ericsson, Intelbras, Datacom, Nokia, Huawei, além de startups que funcionam na incubadora e empresas que estão despontando no mercado e buscam soluções inteligentes para diversas áreas da sociedade.

Por que estudar Engenharia de Computação no Inatel?

No Inatel, o aluno tem acesso à prática ao mesmo tempo em que aprende a teoria sobre a Engenharia de Computação. A instituição conta com laboratórios equipados e preparados para o aprendizado do conteúdo. Além do conteúdo tradicional, quem estuda no Inatel aprende sobre as novas tendências da tecnologia, como a realidade aumentada e o metaverso.

No Coders, Developers and Gamers (CDG) Hub, um dos laboratórios focado em jogos, tanto para o desenvolvimento, quanto para competições profissionais. O laboratório é um ambiente preparado para que os alunos possam realizar atividades de pesquisa ligadas à área de computação.

O time de e-sports conta com patrocínio do Inatel para competir e viajar representando profissionalmente a instituição, com canal de streaming próprio na rede Twich. A semana da computação traz convidados nacionais e estrangeiros, de grandes empresas para palestras e minicursos. Além da competição Coding, Pizza & Glory, de programação e o hackaton de jogos, com participação de dezenas de universidades de todo o país.

O laboratório conta com computadores de grande capacidade gráfica, super servidores para realização de simulações computacionais de alto desempenho, monitores e computadores de alta performance e espaço agradável para a realização de pesquisas. No local, os estudantes contam com o apoio de professores e monitores qualificados para dar o apoio necessário no aprendizado. No Inatel, o estudante também encontra:

  • Infraestrutura de 75 mil m² de área
  • Mais de 40 ambientes de laboratórios tecnológicos
  • Biblioteca com mais de 1 milhão de títulos eletrônicos, além de extenso acervo físico
  • Incubadora de Empresas com espaço para mais de 20 projetos
  • Centro de competências para pesquisa científica e pesquisa aplicada,
    Desenvolvimento experimental e inovação tecnológica
  • Amplo espaço poliesportivo
  • Teatro Inatel, um dos mais modernos do sul de Minas Gerais
Alunos do curso de Engenharia de Computação no laboratório de games.
Time de e-sports do Inatel no laboratório do Inatel

Onde está o Inatel?

O Inatel, inaugurado em 1965, está em Santa Rita do Sapucaí, município apaixonado por tecnologia, um polo de inovação brasileiro, com uma rica história na educação tecnológica. A cidade abriga a primeira Escola Técnica de Eletrônica da América Latina (ETE). 

Nos anos 1980, a cidade recebeu o título de Vale da Eletrônica, incentivada pelas primeiras empresas formadas por alunos e ex-alunos da Escola Técnica de Eletrônica e do Inatel. Hoje, a cidade conta com mais de 150 pequenas e médias empresas nas áreas de eletrônica, automação industrial, telecomunicações, software, eletromedicina, entre outras no ramo da engenharia.

O Inatel tem bolsa de estudo?

Para quem quer estudar no Inatel, mas precisa de apoio financeiro, é possível conseguir bolsas que chegam a até 100% do valor da mensalidade. Por meio do programa Sua Bolsa Inatel, é possível concorrer a uma das cinco modalidades de descontos que podem ajudar quem precisa de apoio socioeconômico para a graduação.

O que cai na prova de vestibular do Inatel?

Para estudar no curso de Engenharia de Computação no Inatel, é preciso fazer o vestibular. A prova reúne diversos conceitos de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, Inglês, Física, Matemática e Redação. Confira todo o conteúdo cobrado nas provas e entre em contato com a equipe do vestibular para agendar uma visita e conhecer toda estrutura que aguarda por você.

Assessoria de Imprensa do Inatel
Assessoria de Comunicação e Marketing do Inatel