“Design Thinking” – a avaliação...

notre-dameImagem: oglobo.globo.com

Logicamente, o que emerge da reunião de ideação (ou das reuniões, o que seria mais conveniente...), são apenas conceitos, ou seja, soluções apenas embrionárias. E é melhor que assim seja, pois se tentarmos criar soluções inovadoras para um problema já pensando em sua viabilidade, estacionaremos e não conseguiremos sair da “mesmice”.... Aliás, este é um grande problema, pois geralmente é isto o que ocorre, não é?

Daí, a próxima fase do Design Thinking ser a “Experimentação”, ou seja, o momento de dar vida aos conceitos, através da elaboração de protótipos. Dizemos “elaboração”, pois um protótipo não precisa ser algo físico, como uma maquete, por exemplo: pode ser uma encenação, um diagrama, um desenho, etc., mas deve colocar sua ideia em ação. No nosso caso, uma primeira experimentação da segunda ideia poderia ser uma simulação de aula com smartphone, para verificar tempos de resposta, se o sentimento grupal é estimulado, se a individualidade é respeitada, se os tímidos são mais instados a participar, se ensejou comodidade, se propiciou sentimento de liberdade, e se agiu em outros fatores que já foram comentados. Isto seria uma encenação e já possibilitaria uma boa avaliação, seguramente acrescentando novas ideias e, talvez, até um novo conceito.

“Prototipar” não é acertar da primeira vez. Se conseguirmos criar outras versões para nossa experimentação, com outros tipos de protótipos, seria ótimo! Mais uma vez que a criatividade é estimulada, isto é bem divertido!

A Equipe do NEmp

NOTÍCIAS

{{article.title}}{{article.date}}

@ Entre em contato

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200