Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Estudantes franceses contam experiências durante intercâmbio no Inatel

Intercambistas integram programa de parceria entre Inatel e universidades francesas

inatel estudantes estrangeiros 9O Inatel recebeu três estudantes de graduação da França por meio do programa Brasil/France Ingénieur Technologie (Brafitec), iniciativa que integra instituições brasileiras de Ensino Superior com universidades do país europeu. O grupo passou dois meses no Inatel, onde pôde conhecer a estrutura da instituição e os cursos de graduação na área de Engenharia.

Os alunos Thomas Marques, Clément Gazzele e Téo Arce-Menso são alunos no Instituto Politécnico Nacional de Grenoble, na França. A vinda deles marcou a volta de estudantes estrangeiros ao campus, após a suspensão das atividades presenciais por conta da pandemia de covid-19.

Thomas Marques conta que a integração foi rápida e agradável. "As pessoas aqui são muito amigáveis e sempre ofereceram sua ajuda. Além disso, o contato com uma cultura estrangeira é muito enriquecedor. Recomendo o Inatel a qualquer estudante que deseje ter uma experiência internacional", diz.

Para Clément Gazzele, o intercâmbio é importante para a troca de conhecimento entre os países. "Quando chegamos, nos instalamos muito rapidamente. As pessoas foram muito gentis conosco, tanto professores quanto alunos. Esta experiência trouxe novos conhecimentos ao nível da engenharia e também ao nível humano, descobrindo uma nova cultura a mais de 10 mil quilômetros de casa", conta.

Téo Arce-Menso atuou no Centro de Segurança Cibernética do Inatel e participou de um estágio na área, estudando a aplicação de protocolos seguros para Internet das Coisas (IoT). As atividades foram orientadas pelos professores Evandro César Vilas Boas e Guilherme Aquino. O aluno comemorou a participação no projeto.

"Minha experiência no Inatel e no laboratório foi ótima. Eu conheci pessoas interessantes graças ao meu estágio. O meu estágio foi realmente importante e me permitiu aprender muito sobre o protocolo MQTT e como acrescentar segurança ao protocolo. Agradeço por me fornecerem essa oportunidade de estágio", afirma.

O colega de Téo e aluno de Engenharia da Computação, Leonardo Teodoro Costa de Oliveira, disse que a experiência foi bastante positiva. Ele foi responsável por hospedar Téo durante o intercâmbio no Inatel. "Ficamos bons amigos e eu tive oportunidade de mostrar bastante da cultura do Brasil para ele, principalmente a culinária. E, da mesma forma, aprendi bastante sobre a cultura dele. O que eu aprendi de inglês em dois meses foi mais do que eu aprendi na minha vida inteira, e a evolução nesse aspecto foi absurda. Espero um dia poder ir para a casa dele e aprender mais sobre a França", avalia.

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200