Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Foram 43 anos de história e muito trabalho “E eu faria tudo de novo, trabalharia em dobro! ”

Inatel JoséGeraldo Encerramento de Gestão Finatel 24Dez20No ano de 2020 encerra-se a gestão atual da Finatel - Fundação Instituto Nacional de Telecomunicações, entidade que tem como principal fim a manutenção do Inatel. A gestão com a Presidência do Prof. José Geraldo de Souza iniciou em 2010 e completou uma década com importantes realizações da Fundação. O professor tem um relacionamento de 43 anos com o Inatel, enfrentou crises, situações muito delicadas e esteve ao lado de três diferentes diretores para apoiá-los, em tempos cruciais para o Instituto. Uma história inspiradora e um exemplo de, como dizem os letrados nos esportes: “amor à camisa! ”.

O Prof. José Geraldo começou a carreira lecionando no Inatel, em um período de poucos recursos, inclusive para os salários. Mas a vontade de ver o Inatel dar certo era tanta que não foram medidos sacrifícios e nem faltaram esforços dos que aqui estavam, naqueles tempos, e o Inatel vingou. Uma instituição de peso para o desenvolvimento tecnológico do país, que precisava de uma fundação para mantê-lo e a Finatel nasceu em 1969 com este nobre objetivo. Em 2019, o Prof. José Geraldo levou ao conhecimento da comunidade santa-ritense todo o trabalho de 50 anos dessa entidade que viu crescer.

“Abrir a Fundação para a comunidade, tanto interna quanto externa ao Inatel, sem dúvida foi um ganho muito importante. Muitos ainda não compreendem o que é a Finatel, mas com as comemorações do Cinquentenário, por exemplo, trouxemos a comunidade para perto da Fundação. E esse foi um dos fatos importantes do meu período na Presidência” conta o Prof. José Geraldo.

Inatel JoséGeraldo Encerramento de Gestão FinatelJosé Geraldo lembra que, por decisão pessoal, preferiu passar esses últimos dez anos bem próximo à Direção do Inatel, um apoio que sustentou iniciativas como a de expandir o campus para os dias atuais. Um investimento ousado para a época, no entanto necessário para acomodar os parceiros que chegavam com a celebração de novos convênios de prestação de serviços. “Por conta da atração dessas novas parcerias, nós fomos ficando sem espaço e em 2012 tomamos a decisão de ampliar a infraestrutura física da Fundação, o que se deu com a construção do Prédio 6. Um investimento realizado com recursos exclusivos da Finatel e uma decisão acertada! Se tivéssemos demorado mais seis meses, ela não teria sido tomada, pois chegou a crise de 2013” relembra o professor.

As duas gestões somadas 2010-2020 enfrentaram períodos de recessão econômica nacional, em que o Conselho Diretor da Fundação e a Diretoria do Inatel estiveram juntos para assegurar a sustentabilidade do Instituto. “Quando eclodiu a crise de 2013, tivemos que discutir e tomar decisões sérias para proteger a instituição. Foi um trabalho difícil e que exigiu muita reflexão para causar o menor impacto possível na comunidade. Fizemos a redistribuição de bolsas de estudos para proteger os alunos e o Inatel, com o objetivo de minimizar a perda de estudantes. Fizemos um intenso trabalho de redução de custos e de recursos humanos por causa do agravamento da crise".

O trabalho da Presidência e do Conselho Diretor são voluntários, sem remuneração de acordo com o estatuto da Fundação, mas o peso das decisões, que definem o curso de toda a instituição, é grande. “Nesses tempos, em que foi necessário tomar decisões para a diminuição de despejas, o remanejamento e desligamento de colaboradores, perdi o sono várias vezes. Costumo dizer que, dentre as piores escolhas que tínhamos que fazer, tentamos fazer as melhores, para preservar a Instituição”.

Inatel JoséGeraldo Encerramento de Gestão Finatel 24Dez20 InternaMais de cinco anos de debates entre Conselheiros e Presidente renovaram o estatuto da Fundação, que, agora e para as próximas gestões, atuará de forma mais ágil e em sinergia com a sociedade e o Inatel.  O prof. José Geraldo ainda recorda, “na primeira gestão trabalhamos na estruturação da Fundação, com a atualização do estatuto e, já no segundo período, em 2017, começamos a operar com um estatuto mais atualizado, com inclusões e nova redação, que eram essenciais.

Com o país em batalha para superar as sucessivas dificuldades, a atitude de apoiar a Diretoria Executiva da Finatel se fazia ainda mais necessária e presente. “Nossa intenção era ficar apenas uma gestão, principalmente os mais antigos do Conselho: Prof. Justino, Prof. Navantino e eu. Entretanto, quando chegamos ao final de 2015, pessoalmente achei que não deveríamos deixar o apoio que vínhamos oferecendo à Diretoria Executiva, pois estávamos no olho do furacão. E quando expus essa situação aos conselheiros, eles aceitaram na hora candidatarmo-nos à reeleição.

José Geraldo conta que a presidência da Finatel chegou até ele sem que a procurasse, mas quando aconteceu, encarou como uma forma de retribuição à instituição onde fez sua carreira. “Foi um período de muita honra para mim. Minha posição para a Fundação e para o Inatel sempre foi: eu presto um serviço. Antes de tudo, entrei para Presidência como forma de agradecimento, pois construí toda minha vida profissional aqui. E independente de quem esteja à frente da Fundação ou de termos um contrato de trabalho, nós, professores mais antigos, sempre estaremos dispostos a discutir, dar palpites e opiniões pelo Inatel. Foi a nossa vida, aqui nossos filhos foram criados juntos! ”.

O Inatel tem um histórico relacionamento com a comunidade local, tanto como empregador para a região, como apoiador de atividades sócio-educacionais-culturais e todas essas ações originam-se da Finatel. A Fundação é uma importante contribuinte para o Hospital Municipal Antônio Moreira da Costa, ainda provê recursos para creches e escolas municipais e estaduais, oferece cursos e mão de obra voluntária, por exemplo, para atividades extracurriculares. Por meio do Projeto Cas@Viva, a Fundação alfabetizou tecnologicamente mais de 2,2 mil crianças da rede pública de ensino e mais de mil idosos. E tantos outros projetos que são marcos para o Sul de Minas, como o Lixo Eletrônico e todas as atividades do Inatel Cultural, que movimentam Santa Rita do Sapucaí e cidades vizinhas.

O Prof. José Geraldo de Souza ocupa a Presidência da Finatel até o dia 31 de dezembro, deixa um grande legado para instituição e enfatizou o trabalho incansável de seus companheiros no Conselho, os professores José Antonio Justino Ribeiro, Navantino Dionísio Barbosa Filho, Rodrigo Guaracy Santana, Guilherme Augusto Marcondes Barucke e José Marcos Câmara Brito; de todos os membros do Conselho Fiscal da Finatel; da Assessoria Jurídica da Fundação e dos seus Diretores Executivos, no período 2010-2020, os professores Wander Wilson Chaves, Marcelo de Oliveira Marques e Carlos Nazareth Motta Marins.

Relembre fatos importantes das duas Gestões
2010-2015

  • Incremento de parcerias na área acadêmica e na de prestação de serviços, com celebração de convênios.
  • Ampliação da infraestrutura da Fundação para acomodar parceiros e receber novas parcerias: construção do Prédio 6.
  • Construção da Área de Lazer com recursos da Fundação e de premiações da Instituição.
  • Incremento gradual da concessão de bolsas de estudo para estudantes e de benefícios para funcionários.
  • Apoio e desenvolvimento de atividades institucionais no segmento da Responsabilidade Social: apoio a entidades (Hospital, creche), Inatel Cultural, Projeto Cas@Viva, participação no Projeto Cidade Criativa, Cidade Feliz.
  • Início e continuação de leituras críticas do Estatuto da Fundação para alterações e atualizações.
  • Discussão e adoção de medidas para proteger a Instituição, em razão da crise econômica do país a partir de 2013: distribuição de bolsas de estudo, redução de despesas, redução de Recursos Humanos entre outras.

 2015-2020

  • No 2º ano dessa gestão, começou a recuperação econômico-financeira da Instituição, até que, em 2019, eclodiu a pandemia do Coronavirus.
  • Fortalecimento e atração de parcerias na área acadêmica e na de prestação de serviços (CRR, Coreia do Sul, Ericsson, Huawei, Nókia entre outras).
  • Conclusão e aprovação do novo Estatuto da Finatel.
  • Incremento e fortalecimento das atividades no segmento da Responsabilidade Social: Inatel Cultural, Projeto Cas@Viva, apoio a entidades (Hospital), apoio a Projetos (Cidade Criativa, Cidade Feliz; Plano 20-30).
  • Apoio acadêmico e financeiro para a criação e implantação do Programa de Doutorado do Inatel.
  • Discussão e decisões necessárias para proteger a Instituição, com a eclosão da Pandemia do Coronavirus, no início de 2020: redução de custos, redução de Recursos Humanos, flexibilização de contratos de trabalho e de jornadas de trabalho; medidas para proteção das famílias dos estudantes com respeito a forma de pagamento de mensalidades (prazos e condições mais favoráveis) e renegociação de dívidas; redistribuição de bolsas de estudo; e outras.

 

@ Entre em contato

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200

Política de Privacidade