Rádio Cognitivo é tema de palestra de professor do Inatel no Futurecom

O Plano Nacional de Banda Larga começou a ser implantado este ano e tem grandes desafios para chegar à meta de todo o território brasileiro com acesso à Internet até 2014. Um dos principais é como atender regiões remotas e de baixa densidade populacional. A solução pode estar na tecnologia do rádio cognitivo, tema da palestra do professor do Inatel, Antônio Marcos Alberti, no Futurecom, dia 14 de setembro, às 16h, no Auditório México, pavilhão B.

A tecnologia de rádio cognitivo, que faz parte de várias pesquisas do Inatel, permite a oferta de serviço de acesso à Internet banda larga em locais de baixa densidade demográfica, podendo chegar a uma área de cobertura de cem quilômetros.

Na palestra "Uso da Tecnologia de Rádio Cognitivo em Apoio ao Plano Nacional de Banda Larga", o professor irá apresentar o cenário no qual a tecnologia de rádio cognitivo pode ser empregada, os benefícios desta tecnologia, como fazer uso dela, bem como os desafios inerentes.

Pesquisas

O Inatel realiza várias pesquisas sobre a tecnologia do rádio cognitivo e está para estabelecer uma parceria com o centro de pesquisa sul-coreano ETRI (Electronics and Telecommunications Research Institute) para o desenvolvimento de um sistema de comunicação utilizando rádio cognitivo.

O instituto da Coréia do Sul desempenha papel importante no desenvolvimento de novas tecnologias para o setor de telecomunicações e tem um dos maiores números de patentes registradas no mundo. Com relação ao rádio cognitivo, o ETRI é uma instituição líder na questão de definição do padrão IEEE802.22.

@ Entre em contato

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200